Segurança ou Arbítrio?

Postado por Paulo Cezar Soares | Quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

Artigo publicado nesta quarta-feira, no jornal O DIA

Siro Darlan

 O Comando-Geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, preocupado com as infrações que têm aumentado em nosso estado, convidou-nos para uma reunião visando a anunciar as medidas necessárias para conter a violência. Atribuiu grande parte da violência aos jovens da periferia que costuma no verão se deslocar para a Zona Sul e praticar delitos que enumera como roubos, furtos, bandos, baderna em forma de arrastão, comportamentos indesejáveis, condutas inconvenientes, como simulação de brigas para criar tumultos e subtrair bens, pessoas sem documentos e sem os responsáveis e badernas em ônibus.

Ora, se a preocupação dos agentes de segurança é pertinente, suas razões são inteiramente fruto do preconceito que marcam as ações policiais. Muitos atos narrados sequer constituem fatos típicos. Ora, desde quando um adolescente andar sem documentos ou desacompanhado dos pais pode ser motivo de preocupação policial? Pior são as medidas preventivas sugeridas: mapeamento dos bairros de origem dos adolescentes como se destinassem as medidas apenas àqueles oriundos da periferia da cidade; emprego de helicóptero, condução dos jovens para a delegacia não especializada, bombas de efeito moral. Enfim, para assegurar o lazer de uns poucos, toda repressão aos indesejáveis.

Lamentável que mais uma vez o tema da falta de garantia do respeito aos direitos fundamentais de crianças e adolescentes seja tratado por profissionais de segurança pública. A reflexão que se deve fazer é por que razão todo mundo procura as praias da Zona Sul na estação mais quente do ano? Claro, se o governo tivesse tratado com seriedade a despoluição da Baía de Guanabara,a população teria muitas outras opções de lazer. Se houvessem sido criadas nos bairros da Zona Oeste e da Baixada Fluminense as opções de lazer que são direitos daquela população, não seriam obrigados a procurar o lazer tão longe de suas residências.

Tivessem sendo garantidos os direitos fundamentais, tais como os espaços para cultura, esporte, lazer, recreação e educação para o povo fluminense indiscriminadamente, não estaria a Polícia Militar programando estratégias de guerra contra a população. Isso para impedir que alguns tidos como indesejáveis sejam impedidos de acessar os poucos espaços públicos de lazer desta Cidade Maravilhosamente dividida entre os que têm e os que não têm direitos

Siro Darlan é desembargador do TJ e Coordenador do Rio da Associação Juízes para a Democracia

Um dos bandidos mais procurados do país é preso em Santa Catarina

Postado por Paulo Cezar Soares | Terça-feira, 28 de Outubro de 2014

Foi preso pela Polícia Rodoviária  Federal (PRF),  na madrugada desta terça-feira (28) em Garuva, no Norte de Santa Catarina. Rogério Mattos da Luz, conhecido como Batman.Ele está sendo acusado de comandarr uma quadrilha de assaltantes de carros-fortes e caixas eletrônicos. Tinha quatro mandados de prisão. Ele estava num carro Golf, com placa de Curitiba, quando foi preso na BR-101.

Rogério Mattos estava sendo procurado pela Justiça do Paraná, de Santa Catarina e do Rio de Janeiro, Foi  preso junto com um jovem de 22 anos, que estava com ele no carro. .

Batman é o suspeito de assalto a carros-fortes mais procurado do país. .

Dilma vence mais uma

Postado por Paulo Cezar Soares | Domingo, 26 de Outubro de 2014

A presidente Dilma Rousseff vai governar o Brasil por mais quatro anos. Sinal de que, entre outras coisas, os investimentos nas questões socias não vão acabar. O que o PT plantou ele colheu, ou seja: investiu nos mais necessitados, que foram fiéis.

Dilma venceu mais um grande desafio nas sua vida. Enfrentou uma campanha difícil, onde a oposição, escudada pela imprensa oligopolizada e corporativista, usou e abusou de expedientes antiéticos, como por exemplo, a capa da revista Veja, na última sexta-feira, que merece o repúdio de todo o cidadão sério, ético, que na verdade gostaria de ter acompanhado o período eleitoral apenas no terreno das ideias. Sem mentiras, calúnias, sofismas.

Mas o povão deu a sua resposta.

A despeito disso, o país mostrou sua estrutura democrática.

Vida que segue.

Nesta segunda-feira o ex-presidente Lula faz 69 anos. Não poderia ter ganho um presente melhor.

Para a sua reflexão

Postado por Paulo Cezar Soares | Sábado, 25 de Outubro de 2014

 

Vote sem preconceito. Baseado na razão. E não na emoção.

O Brasil dá mais um passo para o fortalecimento do nosso processo democrático.

Temos evoluído não apenas na questão política, mas também em todos os outros campos.

Como por exemplo, o desenvolvimento social da nossa população.

Nenhum progresso vale a pena, se os mais humildes ficam à margem.

Política é coisa séria. Muito séria.

Não a despreze.

Os que não gostam de política são governados por aqueles que gostam.

Avalie bem o perfil dos candidatos.

Tire as suas próprias conclusões. Não dê ouvidos a boatos.

O que vale são fatos concretos.

Como dizo ditado popular, contra fatos não há argumentos.

Veja quem possui as melhores propostas para o país.

Quem tem mais envolvimento com o povão.

Você estará decidindo o destino da nação para os próximos quatros anos.

Pense nisso!

Marido da delegada confessa que a matou

Postado por Paulo Cezar Soares | Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Alessandro Oliveira Furtado, marido da delegada Tatiane Damaris, encontrada morta na sua residência, em Realengo, Zona Oeste do Rio, na última quinta-feira, confessou em depoimento na Divisão de Homicídios (DH) da capital, ter assassinado a esposa, morta por asfixia. A Polícia Civil irá investigar se brigas ou ciúmes teriam motivado o homicídio.

Tatiane Damaris, que estava há 10 anos na polícia, era delegada da 36 DP - Santa Cruz. O sepultamento será realizado hoje à tarde, no cemitério Jardim da Saudade.

Reportagem policial não é para qualquer um

Postado por Paulo Cezar Soares | Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Preso por ter matado a namorada e enterrado o corpo, o marceneiro Silvio Francisco de Carvalho estava deixando a delegacia, no bairro Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, acompanhado por alguns policiais, em direção a uma viatura. Durante o trajeto, uma repórter da TV Record - Grace Abdo -, que estava a serviço do programa Cidade Alerta fez uma pergunta para o assassino, que tentou agredi-la com uma mordida no rosto. Felizmente, não obteve êxito. A repórter não desistiu. Corajosa, tentou de novo falar com o marceneiro e levou um chute no joelho.

O fato descrito acima ocorreu no último dia 20. O assassino, usuário de drogas, confessou quatro assassinatos. Tudo indica que é um psicopata.

A maioria dos repórteres do programa não possui experiência com a reportagem policial, salvo raríssimas e honrosas exceções. Qualquer repórter pode fazer a cobertura de um caso policial - tema que é a base do programa -, independente da sua experiência na área.

O que poderia acrescentar para a matéria a resposta de um assassino confesso, um homem tosco, com todas as características de um psicopata? Quem não possui a experiência - a manha - da reportagem policial tem a tendência de fazer perguntas para o preso. Deve achar isso fundamental. Não é. Evidentemente, que há exceções. Isso depende da lucidez crítica e experiência de cada um.

Virtudes que sobram em um dos mais talentosos repórteres policiais do Brasil, Percival de Souza, funcionário da Record. Infelizmente está sendo mal aproveitado. Ele poderia - e deveria -  dar clínicas de jornalismo policial para os profissionais da emissora. Tenho a mais absoluta das certezas que todos iriam lucrar - no bom sentido - com a iniciativa.

Fica aí a sugestão.