Sargento da PM foi um dos responsáveis pela morte do jovem negro Guilherme

Postado por Paulo Cezar Soares | Quarta-feira, 17 de Junho de 2020

 

Publicado no site  da revista Carta Capital

 

O jovem foi sequestrado na madrugada do último domingo e encontrado morto em Diadema

O sargento Adriano Fernandes de Campos, 41º, do Baep (Batalhão de Ações Especiais) de São Bernardo do Campo, foi um dos responsáveis pela morte do jovem negro Guilherme Silva Guedes, de apenas 15 anos. A informação foi divulgada pelo UOL e confirmada por CartaCapital.

O jovem foi sequestrado na madrugada do último domingo 14 e encontrado morto na segunda-feira 15 em Diadema, na Grande SP. A família suspeitou que policiais militares estivessem envolvidos no caso, pois no local em que o menino foi visto pela última vez foi encontrado um pedaço de pano semelhante à farda utilizada pela corporação com a inscrição “SD PM Paulo”.

 

Duas investigações paralelas e que não estão trocando informações estão em andamento: uma pela Corregedoria da PM, outra pelo DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), da Polícia Civil.

O sargento foi identificado por uma câmera de segurança do local. Junto de outro colega que ainda não foi encontrado, Adriano é visto com uma arma de fogo em mãos próximo ao lugar em que ocorreu o crime. Segundo a investigação, o crime foi por vingança pelo roubo de um galpão que a empresa de Adriano presta serviços.

Segundo o UOL, ele é dono da empresa de segurança privada Campos Forte Portaria Ltda. Seu sócio na empresa privada é seu pai, o sargento aposentado Sebastião Alberto de Campos.

A reportagem não encontrou a defesa do sargento.

———————————————————————————————————————————————————

Colabore com este blog. Mínimo de 10 reais

Deposite na conta 00036281-0 / Agência 0175

Caixa Econômica  Federal - CEF